Carandiru

Inserido em: Biográfico, Crime, Drama Por: admin

Carandiru, um filme de Hector Babenco

YouTube Preview Image

SINOPSE
Carandiru, história baseada em fatos reais e no livro escrito pelo médico Drauzio Varella (Luiz Carlos Vasconcelos), começa quando ele resolve fazer um trabalho de prevenção à AIDS no maior presídio da América Latina: a Casa de Detenção de São Paulo, o Carandiru, vítima de um dos dias mais negros da história do Brasil, quando a Polícia Militar do Estado de São Paulo, a pretexto de manter a lei e a ordem, fuzilou 111 pessoas. Ali, o médico toma contato com o que, aqui fora, temos até medo de imaginar: violência, superlotação, instalações precárias, falta de assistência médica e jurídica, falta de tudo. O Carandiru, com seus mais de sete mil detentos, merece sua fama de “inferno na terra”. Porém, nosso personagem logo percebe que, mesmo vivendo numa situação limite, os internos não representam figuras demoníacas. Ao contrário, ele testemunha solidariedade, organização e, acima de tudo, uma grande disposição de viver. Não é pouco e é o suficiente para que ele, fascinado, resolva iniciar um trabalho voluntário. Oncologista famoso, habituado a mais sofisticada tecnologia médica, Dráuzio Varella pratica a medicina como os antigos: com estetoscópio, olhar sensível e muita conversa.

FICHA TÉCNICA
Direção: Hector Babenco
Roteiro: Victor Navas, Fernando Bonassi, Hector Babenco
Produtor: Hector Babenco
Ano: 2003
Gênero: Drama, Crime
Duração: 145’

ELENCO
Luiz Carlos Vasconcelos (Médico)
Milton Gonçalves (Chico)
Ailton Graça (Majestade)
Maria Luisa Mendonça (Dalva)
Aída Lerner (Rosirene)
Rodrigo Santoro (Lady Di)
Gero Camilo (Sem Chance)
Floriano Peixoto (Antonio Carlos)
Ricardo Blat (Claudiomiro)
Vanessa Gerbelli (Célia)
Leona Cavalli (Dina)
Wagner Moura (Zico)
Caio Blat (Deusdete)
Julia Ianina (Francineide)
Sabrina Greve (Catarina)
Lázaro Ramos (Ezequiel)

Filme Carandiru

2 Comentários “Carandiru”

  1. Luis Gustavo Diz:

    Um grande filme q retrata um fato trágico,
    para o tema ele foi ótimo mas o q surge como um revolucinário é o \”Besouro\”
    q além de bem produzido sai dessa linha de violência para algo + heróico de alguém q lutava por seus ideiáis

  2. Duarte de Portugal Diz:

    Forte… mas muito ineressante.
    Parabens

Deixe o seu comentário