Ouro Negro

Inserido em: Drama Por: admin

Ouro Negro, um filme de Isabel Albuquerque

YouTube Preview Image

SINOPSE
Longa-metragem de ficção, baseado em fatos reais, sobre a trajetória dos pioneiros no Brasil.
João Martins (Danton Mello), aprendiz do médico e geólogo alemão, José Gosch (Odilon Wagner), implanta uma companhia de petróleo no Estado de Alagoas, realizando um antigo sonho, mas enfrenta a pressão dos trustes internacionais, que afetam drasticamente a sua vida pessoal.

FICHA TÉCNICA
Direção: Isabel Albuquerque
Roteiro: Isa Albuquerque, Duba Elia, Diana Nogueira e Ana Lúcia Andrade
Produtor: Isabel Albuquerque
Ano: 2008
Gênero: Drama
Duração: 115’

ELENCO
Danton Mello (João Martins)
Thiago Fragoso (Pedro Gosch)
Luiza Curvo (Luísa Gosch Martins)
Maria Ribeiro (Camila Camargo Mattos)
Odilon Wagner (Dr. José Gosch)
Chico Diaz (Vicente Camargo)
Malu Galli (Mariana Amorim Gosch)
Daniel Dantas (Inocêncio Amorim)

5 Comentários “Ouro Negro”

  1. Gilberto Alves Paulino Filho Diz:

    O que chamou a atenção para este filme foi fato da sinopose citar o meu Estado como pano de fundo para fazer um relato sobre a descoberta do petróleo naquelas terras.
    Não posso dizer que o filme é ruim porque tem algumas qualidades principalmente na atuações de Luiza Curvo e Maria Ribeiro.Á exceção de Odilon Vagner e Maulu Galli os outros atores, alguns bons, como Daniel Dantas foram mal dirigidos ou o roteiro não os ajudou pois estão todos muito caricatos principalmente Danton Mello e Chico Diaz.
    A direção me pareceu quase amadora. O roteiro é muito bom, mas precisava de mais verba para locações externas todas muito miúdas, salvas pela inserção de cenas reais. Muito boa a transição entre o preto e branco e o colorido definindo a linha que separa o passado do presente.
    A cena final demonstra o amadorismo da diretora. O tom ufanista, a cena aberta da plataforma da Petrobrás parece mais um comercial da Empresa. Seria melhor retratar uma sonda nos campos alagoanos que outrora foi o terceiro maior produtor de petróleo do Brasil atrás apenas de Bahia e Sergipe.
    Vê-se que o orçamento foi curto mas bem utilizado, no guarda-roupa e na composição dos móveis e ambientes da época. Pena seria ter acesso a um bom orçamento mas ter sido mal dirigido. Dos males o menor.
    Isabel, você teve em suas mãos um roteiro que poderia ter produzido um dos melhores filmes já feitos no Brasil, pena que sua inexperiência e outras limitações não relativas a você tenham me deixado com a sensação de que poderia ter sido muito melhor.
    As histórias de amor paralelas foram foram superfíciais, vazias e já que é impossível cortá-las do enredo precisavam de mais profundidade psicológicas. A utilização das poucas cenas de nudez e sexo foram acertadas (cineastas brasileiros acham que todo filme tem que ter sua carga de erotismo o que na verdade empobrece por utilizar-se de um clichê dos mais banais)
    Apesar das críticas negativas recomendo o filme pelo esforço dos atores e pela história razoavelmente conduzida e sem muitos furos.

  2. Marcos Diz:

    Olá. Onde encontrar o DVD deste filme para comprar?

    Obrigado

  3. Ary Bastos Diz:

    Como adquirir o filme através da internet????

    Existe site para downloard??

  4. Marcia Santos Diz:

    Oi!! Gostaria de saber como/onde posso comprar o filme Ouro Negro em DVD.

    Obrigada!

  5. Luiz Diz:

    Concordo em parte com o comentario do Gilberto Alves, mas o filme deveria ser melhor divulgado e deve ser visto principalmente por esstudantes em geral.
    Procurei para comprar uma copia, sem sucesso…

Deixe o seu comentário